sexta-feira, 10 de junho de 2011

Palestra Polimento e Limpeza de Joias

No dia 2-6-11 tive o prazer de ministrar em conjunto com meus colegas de aula, Julio Felix, Lucia Xavier e Cristiane Guimarães, uma palestra na Faculdade Cambury – Goiânia, com intuito de mostrar como é feito o polimento de uma jóia, a limpeza e importância destes processos para a beleza da peça.
A palestra foi aberta e contou com 20 ouvintes, que tiveram a oportunidade de entender o funcionamento do ultra-som e tirar suas duvidas e curiosidades sobre cuidados com suas jóias.
A seguir estarei postando o material que montei para a palestra para que matem a curiosidade. Alem dos slides muita coisa foi explicada, então qualquer duvida deixe sua pergunta e responderei com prazer tudo que estiver o meu alcance. 















bom ...a parte da demonstração esta em video. assim que tiver um tempo de editar posto o link aqui tbm. 

quinta-feira, 3 de março de 2011

Vai uma massagem baratinha ai???

Para aliviar o corpo que tal uma massagem com pedras que contem filetes de ouro? 200 dolares a sessão... é...tem que vender bastante joias para se dar ao luxo mas quando se fala em ouro até as coisas simples ficam melhores. confira o vídeo da reportagem feita pela AFP e deixe um comentário... o que achou da idéia???

video

PARA QUEM GOSTA DE RARIDADES...

Quem estiver em londres ou estiver pensando em ir aqui vai mais um incentivo pra passar pelo museu e ver de perto uma "belezinha"...

video

"Gota de Sol", um raro diamante amarelo, ficará exposto em um museu de Londres pelos próximos seis meses.
A pedra, de 110 quilates e com o tamanho aproximado de um polegar de um adulto, foi emprestada ao Museu de História Natural por uma companhia que fabrica joias com diamantes.
A empresa dona de "Gota de Sol" prefere não revelar o valor da pedra.
Nem a empresa nem o museu revelaram uma estimativa sobre o seu valor.
Além do tamanho, a cor da pedra a torna extremamente rara e especial.
As cores nos diamantes são causadas pela presença de outras substâncias ou por defeitos estruturais. A cor amarela, por exemplo, é causada por traços de nitrogênio na pedra, que é de carbono.

fonte: BBC brasil

domingo, 16 de janeiro de 2011

OURO BRANCO???

Como é feito o ouro branco? 
O ouro é um metal precioso só encontrado na cor amarela. para "fazer" o ouro branco ele é ligado com paládio ou prata, mas sempre mantem um tom amarelado e pouco brilhoso. Por estas razoes, o ouro branco que todos conhecemos é submetido a um banho de ródio, que recobre a superficie do metal dando aquela brancura e brilho caracteristicos das joias de ouro branco.
uma caracteristica interessante sobre o ródio é que alem de ser um metal precioso e pertencer a familia da platina, é totalemnte inerte e nao causa alergias nem desconfortos no uso das joias banhadas com este maravilhoso metal.

"Descoberto em 1803 pelo químico e físico inglês Willian Hyde Wollaston, o elemento ródio recebeu esse nome — do grego rhódon (rosa) — em alusão à cor rósea das soluções salinas que forma.
Ocorre em estado natural juntamente com os minérios de platina, numa quantidade máxima de dois por cento, e misturado com outros metais do seu grupo, como o ósmio, o rutênio, o irídio e o paládio.

O ródio é um dos metais mais duros que existem e difícil de trabalhar à temperatura ambientes. Pode ser forjado a aproximadamente 800º C. Adicionado à platina em pequenas quantidades, produz ligas mais duras que esta, que perdem peso a altas temperaturas de firma mais lentas que a platina pura.
Sob a forma metálica, o ródio é usado em instrumentos ópticos, devido a sua extrema dureza e capacidade de refletir a luz, e em contato elétrico, devido a sua baixa resistência de fornos elétricos; na produção de fibras de vidro; em cadinhos de laboratórios; de joalheria; e como catalisador em reações orgânicas. Uma leve camada de ródio evita o energecimento superficial de objetos de prata."

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A MEMORIA DOS METAIS...

mais uma materia sobre metais. (fonte no link ao final da materia)

Ligas com memória de forma
Os chamados materiais inteligentes, também conhecidas como ligas de memoria de forma, são conhecidos por sua capacidade de "lembrar" de uma forma pré-determinada, retornando a ela depois de sofrerem uma deformação.
Os materiais com memória tradicionais lembram de uma forma em uma temperatura e de uma segunda forma a uma temperatura diferente. Isso significa que eles mudam de forma quando se atinge uma temperatura limite.
Com a nova tecnologia, os materiais inteligentes podem ter várias memórias diferentes, cada uma lembrando de uma forma diferente - acionada segundo um gradiente de temperaturas.
O novo processo, chamado de Tecnologia de Materiais com Memória Múltipla, dá aos engenheiros mais liberdade no projeto, o que permitirá incorporar mais funcionalidades em equipamentos como dispositivos médicos, sistemas microeletromecânicos (MEMS), impressoras, discos rígidos, componentes automotivos, válvulas e atuadores.
"Esta tecnologia inovadora torna os materiais inteligentes ainda mais inteligentes," afirma Ibrahim Khan, principal responsável pelo desenvolvimento. "Nós desenvolvemos uma tecnologia que incorpora várias memórias em um material inteligente monolítico. Em essência, um único material pode ser programado para lembrar várias formas, tornando-se mais versátil do que com as tecnologias anteriores."

video

video

Ja fiquei pensando nas joias loucas e com multiformas possiveis com estas novas tecnologias! quem sabe daqui ums anos estão mais acessiveis!
Acesso a fonte e mais informações  AQUI!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

SUPER LIGAS!


     Todos os que trabalhão com prata sabem da dificuldade em manter as peças brilhantes, principalmente após sair de vitrines e mostruários e ir para as ruas.     
     A prata, como já mencionado em um post anterior, é afetada por diversos elementos que a pretejam. Pesquisando sobre metais e tipos de ligas, encontrei uma que não conhecia...
     A matéria abaixo foi copiada do site Ramo Joalheiro, e fala sobre liga de prata 950 e 925 com Germânio.


" O contínuo crescimento do mercado das jóias em prata é uma tendência consolidada, e observada por aqueles que estão atentos às demandas do setor joalheiro.

Algumas peculiaridades desse belo metal nos faz pensar que essa tendência seja irreversível. São elas:

- Baixo custo do metal, possibilitando a confecção de peças sem limitação de peso;
- Beleza do metal, extremamente branco e com alta refletividade;
- E baixa densidade, conferindo às peças baixo peso e grande visão.

Com o aumento da demanda desse mercado novos produtos foram desenvolvidos, tanto para facilitar como para atender às necessidades crescentes do fabricante de jóias em prata.

A tecnologia e novos conhecimentos metalúrgicos, possibilitam a superação de algumas dificuldades tradicionalmente encontradas no setor. A mais comum e mais conhecida pelos fabricantes, lojistas e consumidores finais das jóias em prata é o escurecimento.

A prata é um metal que apresenta tendência em absorver grandes quantidades de oxigênio durante o processo de fundição. Essa característica não traria maiores transtornos pois, a prata em seu estado puro, não sofre oxidação.

Porém, a prata é um metal macio por natureza, havendo a necessidade de adição de outros componentes para torná-la adequada ao trabalho de joalheria. Por isso, faz-se necessária a adição do cobre.

O cobre aumenta a dureza da prata, tornando possível a confecção de jóias em prata com a resistência adequada. Mas, o cobre sendo um metal altamente oxidável reage com o oxigênio formando o óxido de cobre, que é preto. Daí, o conseqüente escurecimento característico das peças de prata 925/950.

Muito se pesquisou na busca de uma solução para esse dilema: se é fundamental a adição de cobre às ligas de prata, como evitar o indesejado e inevitável escurecimento característico do seu óxido?

Sabemos hoje, que, a inclusão de outros metais em pequenas quantidades, pode evitar ou minimizar o escurecimento das ligas de prata. Um desses metais é o Germânio.

O Germânio é um metal que sofre oxidação, assim como o Cobre. Porém, o resultado é a formação do óxido de Germânio. Esse óxido recobre toda a superfície de contato da peça, formando uma película incolor.

Portanto, a oxidação do Germânio não trás inconvenientes, pelo contrário, passa a ser desejada; pois a formação de um óxido incolor mantém a prata com sua coloração clara e brilhante por muito mais tempo.

A inclusão do Germânio, nas ligas de prata moderna, permite a confecção de peças com teores 925/950 altamente resistentes ao escurecimento. O fabricante poderá escolher a liga dependendo do resultado que deseja obter.

Caso queira um efeito escurecido, utiliza a liga convencional. Caso a opção seja pelo não escurecimento, uma liga contendo Germânio possibilitará resultados surpreendentes.

E isso é só o começo. Essas pré-ligas estão em constante evolução para atender cada vez mais um mercado crescente, consolidando a tendência das jóias em prata no topo da moda."

João Tajara Filho

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

GRANDIOSAS MINIATURAS...

Alem das joias, pedras e o trabalho com os metais, dedico uma pequena parte do meu tempo a cuidar e "garimpar" algumas miniaturas de carros... Hot Wheels!  Minha paixão pelos carros vem desde pequeno, e ficou mais forte ainda quando cursei dois anos da faculdade de Engenharia Mecânica Automotiva.
Esta é parte da minha coleção de miniaturas escala 1/64... em torno de 450 modelos diferentes.

Mas porque falar sobre isto em um blog sobre joalheria?
Como acontece na maioria das vezes, estava vendo algumas joias no google quando me deparei com uma foto que me chamou a atenção... um sonho para qualquer colecionador de miniaturas.


 Tres miniaturas de um dos carros mais rapidos do mundo, o Bugatti Veyron, fabricadas em ouro 24k, platina e um brilhante de 7,2 quilates no local da grade dianteira.
As miniaturas abrem as portas,capo, porta malas e mexem o volante e as rodas com um carro de verdade.

Fabricado na Europa, as tres miniaturas estao a venda por nada menos que 2 milhoes de Libras, cerca de 5,6 milhões de reais... cada uma!
 Pra quem quiser encomendar alguma miniatura do seu carro ou de algum pelo qual tenha um carinho especial e esteja disposto a gastar um dinheirinho... ai vai o link do site da empresa que os fabrica: GUELPEN

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

DESIGNER DE JOIAS E A BANCA


O conhecimento do desenho técnico e artístico e das técnicas de modelagem e construção de protótipos constitui recursos indispensáveis para o trabalho do designer de jóias, entretanto, torna-se necessário saber como fabricar o que se tem em mente. 
                                         ( foto da minha banca de trabalho )
 
Designers de jóias talentosos, após a formação acadêmica, frequentemente procuram na prática das técnicas de joalheria os subsídios necessários para a elaboração das suas criações. Perceberam que não basta ter ótimas idéias e precisam de uma base técnica para desenvolvê-las. Situações tais como montar um colar de contas, torcer e modelar um fio de metal, manipular uma ferramenta, permitem que a compreensão da natureza e do comportamento dos metais submetidos aos processos de fabricação tragam valiosas contribuições da oficina para os projetos.
             (xemplo de comportamento do metal ao ser trabalhado. laminação)
Se você pretende desenhar jóias, deve também aprender como fazê-las. É comum descobrimos que não é bem aquilo o que imaginávamos, quando tentamos colocar uma boa idéia em prática, ou seja, quando vamos de fato transformá-la em uma jóia. Muitas vezes precisamos recorrer à oficina para construir e desenvolver protótipos antes de finalizar uma peça. Na medida em que aprendemos a operar as ferramentas e trabalhar com metais, gemas, cristais, fibras e outros materiais, elaborar e concretizar idéias torna-se progressivamente mais fácil. 
O conhecimento e a experimentação das técnicas de joalheria na oficina são essenciais para o designer de jóias.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

TOPAZIO OU CITRINO???

A um ano mais ou menos comprei pela primeira vez uma perda de suposto Topazio... mas seria mesmo um topazio??? o que diferencia um verdadeiro Topazio de um Citrino???

Buscando intender sobre essa diferença encontrei um site muito bom que explica direitinho a diferença e as comfusoes geradas pela semelhança de cor e malandragens.
Pra intender direitinho sobre estas duas gemas tão diferentes em extrutura mas tao parecidas aos olhos deixo o link AQUI

Deposi dessa nao vai ter mais comfusao!!

fonte de imagem:  http://www.gennarogiovatore.it/

BODAS, BODAS E MAIS BODAS!!!

Ao falar sobre casamentos, frequentemente ouvimos falar das tais bodas de prata (25anos) e bodas de ouro(50 anos de casamento)... 

A cultura popular associou um material para cada ano de casamento, representando uma nova etapa da vida. Embora as mais conhecidos sejam as bodas de prata e de ouro existe uma enorme lista, onde se encontram variaçoes dependendo da fonte, mas a que mais se repete está a seguir.

01º - Bodas de Papel
02º - Bodas de Algodão
03º - Bodas de Couro ou Trigo
04º - Bodas de Flores, Frutas ou Cera
05º - Bodas de Madeira ou Ferro
06º - Bodas de Açúcar ou Perfume
07º - Bodas de Latão ou Lã
08º - Bodas de Barro ou Papoula
09º - Bodas de Cerâmica ou Vime
10º - Bodas de Estanho ou Zinco
11º - Bodas de Aço
12º - Bodas de Seda ou Ônix
13º - Bodas de Linho ou Renda
14º - Bodas de Marfim
15º - Bodas de Cristal
16º - Bodas de Safira ou Turmalina
17º - Bodas de Rosa
18º - Bodas de Turquesa
19º - Bodas de Cretone ou Água Marinha
20º - Bodas de Porcelana
21º - Bodas de Zircão
22º - Bodas de Louça
23º - Bodas de Palha
24º - Bodas de Opala

25º - Bodas de Prata

26º - Bodas de Alexandrita
27º - Bodas de Crisoprásio
28º - Bodas de Hematita
29º - Bodas de Erva
30º - Bodas de Pérola
31º - Bodas de Nácar
32º - Bodas de Pinho
33º - Bodas de Crizopala
34º - Bodas de Oliveira
35º - Bodas de Coral
36º - Bodas de Cedro
37º - Bodas de Aventurina
38º - Bodas de Carvalho
39º - Bodas de Mármore
40º - Bodas de Esmeralda
41º - Bodas de Seda
42º - Bodas de Prata dourada
43º - Bodas de Azeviche
44º - Bodas de Carbonato

45º - Bodas de Rubi

46º - Bodas de Alabastro
47º - Bodas de Jaspe
48º - Bodas de Granito
49º - Bodas de Heliotrópio

50º - Bodas de Ouro

51º - Bodas de Bronze
52º - Bodas de Argila
53º - Bodas de Antimônio
54º - Bodas de Níquel
55º - Bodas de Ametista
56º - Bodas de Malaquita
57º - Bodas de Lápis-lazúli
58º - Bodas de Vidro
59º - Bodas de Cereja

60º - Bodas de Diamante

61º - Bodas de Cobre
62º - Bodas de Telurita
63º - Bodas de Sândalo

64º - Bodas de Fabulita
65º - Bodas de Platina
66º - Bodas de Ébano
67º - Bodas de Neve
68º - Bodas de Chumbo
69º - Bodas de Mercúrio
70º - Bodas de Vinho
71º - Bodas de Zinco
72º - Bodas de Aveia
73º - Bodas de Manjerona
74º - Bodas de Macieira

75º - Bodas de Brilhante ou Alabastro
76º - Bodas de Cipestre
77º - Bodas de Alfazema
78º - Bodas de Benjoim
79º - Bodas de Café
80º - Bodas de Nogueira ou Carvalho
81º - Bodas de Cacau
82º - Bodas de Cravo
83º - Bodas de Begônia
84º - Bodas de Crisântemo
85º - Bodas de Girassol
86º - Bodas de Hortênsia
87º - Bodas de Nogueira
88º - Bodas de Pêra
89º - Bodas de Figueira
90º - Bodas de Álamo
91º - Bodas de Pinheiro
92º - Bodas de Salgueiro
93º - Bodas de Imbuia
94º - Bodas de Palmeira
95º - Bodas de Sândalo
96º - Bodas de Oliveira
97º - Bodas de Abeto
98º - Bodas de Pinheiro
99º - Bodas de Salgueiro
100º - Bodas de Jequitibá 

pois é... quem passar dos 100 eu acho que tem direito a escolhe o que quizer pra simbolizar mais uma ano de união!!

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

JOVENS DESIGNERS

Esta acontecendo des do dia 11 de novembro até 11 de dezembro, na galeria Ecco em Brasilia, a Edição da III Mostra Jovens Designers.

Com objetivo de descubrir novos talentos e mostrar o panorama atual do Design de produto dentro do pais, a maior feira de designers passara por 4 das principais capitais do pais e foi inalgurada no dia 9 de setembro em São Paulo, passando logo por Florianópolis, Brasilia e Belo Horizonte. Com a prezença de 42 instituiçoes e mais de 100 estudantes apresentando 56 projetos.
Vale a pena comferir mais informaçãoes no site Jovens Designers.

Bienal Brasileira de Design 2010

Após o encerramento da Bienal em Curitiba, podemos conferir, pelo site da VIMEO, os videos de todas as palestras nacionais e internacionais e todas as novidades que aconteceram nos dias 15,16 e 17 de setembro nos Laboratorios de Inovação de Design (Design Innovation Labs).



Link para videos no site Vimeo AQUI

domingo, 14 de novembro de 2010

Joalheria Egípsia

Sociedade Egípcia

    A sociedade egípcia era dominada pelo faraó, soberano o todo - poderoso. Ele era considerado um deus vivo, filho de deuses e intermediário entre estes e os homens.     O faraó tinha autoridade absoluta: concentrava em si os poderes políticos e espirituais. A sociedade egípcia estava dividida em dois grandes grupos sociais: os privilegiados e os não - privilegiados .

    Os privilegiados eram os nobres, os sacerdotes e funcionários administrativos. Os nobres, os proprietários de terras também ocupavam os principais postos do exercito e muitos sacerdotes enriqueciam com as oferendas feitas pelo povo aos deuses. Dispensados de pagamentos de impostos e também proprietários de muitas terras, gozavam de grande prestígio devido a suas funções religiosas. Os não - privilegiados eram os soldados, artesãos, camponeses e escravos. Os soldados nunca podiam atingir o posto de comando, pois eram reservados para os nobres. Os artesãos dedicavam-se às mais diversas profissões. Trabalhavam como pedreiro, carpinteiro, desenhista, escultores, pintores, tecelões, etc. Também exerciam sua atividades nas grandes obras públicas como os templos, túmulos, etc. Os camponeses formavam a maioria do povo, eles trabalhavam nas propriedades do Faraó e dos sacerdotes, mas tinha o direito de conservar para si apenas uma pequena parte dos produtos colhidos.







































Os escravos - estrangeiros capturados em guerra - eram encarregados dos trabalhos mais pesados. A organização da sociedade egípcia funcionava como uma pirâmide: no topo ficava o Faraó, depois os sacerdotes e os nobres, abaixo os oficiais do exercito, na Quarta posição, os artesãos, e por ultimo, os trabalhadores e os escravos.

Ourivesaria no Egito

    Mesmo quando comparados a outros povos, os egípcios, possuem um trabalho muito mais refinado e numa variedade de uso de materiais, formas e acabamentos dificilmente encontrados em outras culturas. Suas jóias religiosas destinadas principalmente a acompanharem seus corpos em sua vida após a morte eram desconhecidas para nós até o início do século XX, quando foi encontrada intacta a tumba do Faraó Tutankamon.
    Naquela tumba, foi encontrada tamanha profusão de objetos maravilhosos que, além de levar uma importante luz ao cotidiano dos egípcios antigos; revelou-nos sua maravilhosa capacidade de criar jóias e adereços magníficos. Desde o enorme sarcófago ricamente feito em ouro e pedras preciosas, até ao mais simples amuleto de mumificação que ficava enrolado nas bandagens das múmias.
    Além dessas magníficas jóias, havia ainda tal profusão de braceletes ritualísticos, miniaturas de barcos em ouro e todo o tipo de pedras preciosas. Aquele túmulo trazia para nossa época a mensagem e a demonstração clara do talento e da maestria que tinham os ourives e artesãos do Antigo Egito.
Para um povo cuja vida e a morte eram devotados exclusivamente aos deuses e a obediência ao seu representante na terra o Faraó; esse povo do norte da África elevou a confecção de jóias religiosas a um verdadeiro estado da arte. Havia pessoas encarregadas de viajar pelo mundo conhecido pesquisando técnicas, materiais e elementos que pudessem compor harmonicamente as jóias religiosas que cumpririam seu papel sagrado de agradar aos deuses ou servir como último tributo ao Faraó e aos membros da Família Real no outro mundo.
    Ourives dedicavam-se integralmente a aprender e aplicar essas técnicas e a manipular e moldar os metais e as pedras preciosas e transformá-las nas jóias religiosas mais inacreditavelmente complexas e bem acabadas do mundo antigo. Não havia barreira e nem custo que fosse excessivo ou intransponível para o Faraó e seus enviados em busca dessa sabedoria, que naquela época era considerada divina e oculta; quase mágica.

    Os Egípcios dominavam o conhecimento de muitas técnicas de trabalho em metal, entre elas a marchetaria, a incisão, o esmalte e o relevo e utilizavam na elaboração das jóias várias pedras, tais como: coralina, lápis-lazúli, turquesas. Apesar disso, devido à escassez de pedras, os egípcios desenvolveram a habilidade em imitar seu efeito mediante o uso de pasta vítrea e da cerâmica.

    A Joalheria Egípcia era caracterizada pelas formas, pela constante função decorativa e pelo grande uso de simbolismos. Os simbolismos, como serpentes, escorpiões e outros animais, tinham a função de afugentar os espíritos malignos. O símbolo mais conhecido é o escaravelho inciso com vários tipos de pedras, simbolizando a imortalidade. A joalheria dos talismãs era destinada especialmente para os mortos, oferecendo assim, a proteção para a outra vida. Já as jóias dos faraós, eram preparadas desde o momento da posse do trono; uma inteira coleção, que assegurava a ocupação constante dos joalheiros.

    Em vida, a dinastia Egípcia, usava todos os tipos de jóias: colares, diademas, coroas; sendo que os brincos só foram conhecidos no Novo Reino, introduzidos pela Ásia, onde eram populares. Os colares foram populares em todo o Antigo Egito, o mais conhecido era chamado de "grande colar", composto de filas de pedras enfiadas verticalmente e dispostas em semicírculos concêntricos com acabamento em ouro e um cordão para prendê-los ao pescoço. A mais surpreendente forma de ornamento foram os "peitorais", a coleção encontrada na tomba de Tutankhamon é um exemplo, não só do brilhante trabalho artesanal, mas da esplendida e quase completa coleção de símbolos mágicos da mitologia egípcia.

    As jóias que representavam o deus coroado pelo disco solar mostravam a devoção do Faraó e uma dessas jóias religiosas, em especial, impressiona pela beleza, riqueza de detalhes e pela forma como foi moldada, é o “Pássaro Alma”. Descoberto em várias tumbas, era uma das jóias religiosas mais comuns. Pois simbolizava a devoção dos egípcios aos seus deuses e o vôo da alma ao encontro deles.





 Peitoral de Tutankhamon em ouro, machetado com lapis-lazúli e vidro colorido, simbolizando um urubu, divindade protetora do Alto Egito.



 Máscara Tutankamon (18° dinastia)
Esta máscara foi usada para proteção de Tutankamon após sua morte.
Confeccionada  em ouro, lapis-lázuli, amazonita e contas de vidro de diversas cores.



Conclusão

    Esta foi uma época marcada por grandiosidades e detalhamento em suas jóias, fabricadas com grande domínio de avançadas técnicas e destreza manual, imortalizando símbolos considerados divinos que adornavam a alta sociedade.
Um período onde não havia economia e nem influencia de outras culturas em suas obras.Um povo sem dúvida alguma fantástico e dono de técnicas quase místicas de ourivesaria, arquitetura e matemática. Que deixou um legado incrível para a humanidade e que é digno de ser admirado e invejado pelos profissionais da atualidade.

Bibliografia

http://www.portaldasjoias.com.br/agosto_02/consultoria.htm
http://www.historiadajoalheria.com/2009/04/simbologia-na-joalheria-egipcia.html
http://www.joiasbr.com.br/artigos/ag03.html
http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://2.bp.blogspot.com
http://www.raulybarra.com/notijoya/archivosnotijoya6/6joyeria_prehistorica.htm

sábado, 13 de novembro de 2010

Exploração no Uruguay

Uma empresa Canadense, comprou a algums anos atras uma mina, e hoje em dia estão sendo extraidos 40kg de Ouro por semana!!!

Blocos de 16kg sao moldados com ouro e prata aque sao fundidos em um forno a 1200°C.

Reportagem completa no site do Globo Reporter: Confira Aqui

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

LIVRO LANÇAMENTO!

A editora Infolio lançou o libro "Conexões: como designers conectam experiência, intuição e processo em seus projetos".
 Como se desenvolve o processo criativo dos designers? Existe mesmo um momento de inspiração, de ‘eureka’, ou tudo é resultado de um processo, de uma metodologia?
Tentando desvendar como a resolução de briefings e projetos vêm acontecendo na prática, a editora Infolio convidou 22 profissionais, entre eles Jair de Souza, Carlos Meira, Guto Lacaz, Crystian Cruz, Jum Nakao, Rico Lins, Samuel Abrantes, Osvaldo Miranda (Miran), Levi Girardi, Lincoln Seragini, Leonardo Araújo e Hugo Kovadloff (ambos do GAD’) para compartilharem os seus processos de “insights” a partir de trabalhos específicos.



O livro podera ser encontrado em varias livrarias como Saraiva, FNAC, Cultura e Curitiba.

Autores/editores Ericson Straub e Marcelo Castilho
Textos introdutórios: Chico Homem de Melo e Marcos Meyer
Editora Infolio, 128 páginas
Ilustrado e colorido
Esta a venda no site por R$69.
Voce pode adquirir o livro e mais informaçoes diretamente do site da Infolio de onde tirei esta materia.
LINK DIRETO INFOLIO AQUI

SOBRE A PRATA

A prata é um metal nobre, mais dura que o ouro e mais mole que o cobre, maleavel e ductil (é possivel fazer fios). O ponto de fusao da prata pura é de 961° centigrados e pode ser encontrada em seu estado natural na forma de pepitas ou em agregados, que logo sao purificados para a possivel utilização da prata na joalheria sem suas impuresas. 


Uma curiosidade sobre este metal é que ao contrario do que pensa a maioria, a prata não oxida em contato com o ar, mas sim com o ácido dissolvido no ar, que provem da queima de combustíveis que produzem enxofre e cloro.outros fatores que prejudicam a prata é o contato com perfume, suor e outros produtos químicos que geralmente contem alguma das substancias citadas anteriormente.
 Para evitar o  escurecimento das joias de prata devem ser tomados alguns cuidados que aumentarão a vida de suas peças. alguns cuidados básicos podem ser tomados de forma simples e rápida como a conservação das peças de forma individual e não dentro das clássicas caixinhas porta joias onde se esfregam e arranham umas com as outras. Uma limpeza com sabão neutro e uma escova de dentes após o uso, e o armazenamento em saquinhos herméticos (bem fechados pra não entrar ar) com certeza manterão o brilho e a beleza da prata por muito tempo.
Pra quem tem menos paciência sugiro que ao menos passe uma franelinha limpa e seca suavemente nas peças antes de guarda-las. em caso de já estar muito tempo exposta e ter escurecido bastante eu aconselharia levar a uma joalheria, qualquer uma, onde uma pessoa com pratica poderia polir a peça novamente restaurando sua vivacidade.


bom, pra falar um pouco sobre a tão falada "prata de lei", pesquisei um pouco e aprendi a historinha deste costume de denominação. 
é mais ou menos assim: o rei de Portugal, Don Alfonso II, no século XIII impos uma lei que punia severamente a quem alterasse o teor da mistura de prata. Pela lei toda liga de prata deveria ter ao menos 80% de prata pura na mistura, e qualquer liga abaixo desta proporção estaria literalmente fora da lei. até hoje as ligas de prata abaixo de 925 gramas de prata para cada quilo, são denominadas de pratas baixas.
Apesar de ser utilizada para a fabricação de joias também em seu estado puro, são trabalhadas as ligas 950, 925, 900 e por ai vai... geralmente para joias não sendo utilizado o metal abaixo de 925.

Para a liga de prata 950 é misturado o cobre em proporção de 5% e para a 925 é adicionada a quantia de 7,5% de cobre. Já a prata 900 é mais utilizada para banhos em metais de menor valor como o cobre e o latão.

Bom gente...ai foi o basico que precisamos saber sobre este metal pra fabricaçao de joias... mais adiante vou falar um pouco sobre as ligas para solda.
espero que aproveitem o material.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

INFORMAÇOES BASICAS...

Pra começar a falar sobre ourivesaria vou colocar algumas características dos principais materiais utilizados na fabricação de joias...
ouro, prata, platina, latao, cobre, niquel e rodio entre outros...

O ouro...
bom, como todos sabem é um metal muito valioso que vem ultrapassando séculos e mantendo sua cobiça e glamour. Esta pepita da foto ao lado, comprada por um milhão de dolares, esta muito bem protegida nos fundos de um cassino em Las Vegas, Nevada...

































pesando 28kg é uma das maiores pedras preciosas ja encontrada. o sortudo foi um Australiano com seu detector de metais no ano de 1980, a apenas 6 polegadas abaixo da terra.


Uma das caracteristicas que torna o ouro um metal precioso é por nao reagir com a maioria dos reagentes quimicos, tem uma grande durabilidade e pode ser transformado e armazenado sem sofrer alteraçoes.
alem disso é tambem um ótimo condutor eletrico, pelo qual pode ser encontrado em chips de computador e ate mesmo nos plugs de de som e video.
é encontrado como na pepita da foto, geralmente em seu estado puro. é maleavel e ductil (caracteristica que possibilita a fabricação de fios) mas é muito mole para ser utilizado em seu estado puro. para endurer este metal são utilizadas as ligas com prata e cobre em diferentes proporçoes.
A África do Sul é o principal produtor de ouro, extraindo aproximadamente dois terços de toda a procura mundial deste metal.
as diferentes ligas mundialmente conhecidas são  375, 500, 583, 585, 750, 958, 996, 999,9 (usada na industria aeroespacial).
Normalmente as ligas utilizadas para o ouro são: o amarelo, vermelho e o branco, e podem ser obtidas da seguinte forma...
O ouro puro é chamado de 24k, 1000, e de forma popular no brasil de ouro fino, então para suas ligas devemos:


Para obter ouro vermelho 18k
Acrescenta-se ao ouro(Au) 24k:
18% de cobre(Cu)
+
15% de prata(Ag)

Para obter ouro amarelo 18k
Acrescenta-se ao ouro(Au) 24k:
13% de cobre(Cu)
+
20% de prata(Ag)

Para obter ouro branco 18k
Acrescenta-se ao ouro(Au) 24k:
16,66% de paládio(Pd)
+
16,66% de prata(Ag)



Mais informações sobre o ouro  podem ser vistas neste link: http://www.infojoia.com.br/news_portal/noticia_6702



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Vou fazer uma pausa e jaja vou começar a falar sobre a prata e os outros metais mais utilizados na fabricação de joias. espero que gostem e que seja útil.

ACONTECEU ONTEM...

ontem tive a oportunidade de participar do Seminario de Design de Joias e Gemas da faculdade Cambury, onde os alunos e interessados participaram de palestras, oficinas e um desfile com algumas joias criadas pelos alunos do curso, joias da faculdade e outras criadas pelo pessoal da turma de gastronomia.
joias de prata, ouro, madeira, chocolate e vegetais foram a atração.
tive o prazer de ver 3 peças que criei e fabriquei no desfile... tomara que seja o primeiro de muitos!!!

assim que tiver acesso as fotos e videos vou postar pra que todos possam conferir.


OLÁ A TODOS!

Bom, a idéia do blog surgiu pelo meu habito de estar constantemente pesquisando sobre a área de joias e pela quantidade de informação encontrada na internet, decidi classificar e postar aqui o que considero mais interessante e util a qualquer um que trabalhe ou tenha interesse em joalheria.
pretendo acessar e atualizar o blog todos os dias então... sejam todos bem vindos e espero comentários e idéias para melhorar cada vez mais o blog já que sou iniciante em postagens virtuais. divulguem e e tirem o máximo de proveito possível dos posts.
VALEU!